1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

.

Parque Canoas de Inovação é o futuro para o desenvolvimento sustentável

Com a presença do prefeito Jairo Jorge, empresários e convidados da comunidade canoense, a cidade conheceu nesta quarta-feira, 23, o projeto do seu pólo de desenvolvimento empresarial: o Parque Canoas de Inovação (PCI).

 

 

A apresentação foi feita pelo urbanista e arquiteto Jaime Lerner, em reunião almoço na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICs).

Localizado na Fazenda Guajuviras, região nordeste de Canoas, O PCI é um parque de inovação que alia empresas, talentos e criatividade com os principais setores econômicos da região.

O projeto deste futuro pólo irradiador de desenvolvimento foi elaborado com a preocupação de conectar os aspectos físicos aos funcionais, com a incorporação do vasto patrimônio ambiental ao desenho para que empresas e a população possam usufrui-lo de forma harmônica.

 

DIVISOR DE ÁGUAS

Durante a apresentação do Parque Canoas de Inovação, o prefeito Jairo Jorge classificou o projeto como um eco distrito. "Este é um projeto que a cidade sonha há muito tempo, e que agora damos início, e que compatibiliza sustentabilidade e desenvolvimento".

Jairo Jorge afirmou que o PCI é um divisor de águas pela sua concepção, e que irá gerar mais de 30 mil postos de trabalho, e a instalação de 100 empresas na região.

A instalação total do PCI é um projeto de 10 anos, mas que, segundo o prefeito, se pretende consolidar em 5 anos. O Parque irá contemplar a instalação de empresas que vão desde o setor metal mecânico, serviço, logística, tecnologia da informação e desenvolvimento.

Conforme a presidente da CICs, Simone Leite, localizado na Fazenda Guajuviras, o PCI é um parque de inovação que alia empresas, talentos e criatividade com os principais setores econômicos da região. "Este é um assunto que já foi motivo de muita discussão e que agora passa por um momento positivo. É a oportunidade que teremos de colocar Canoas nos mapas de tecnologia não só do Rio Grande do Sul, mas de todo o país. São investimentos que certamente irão alavancar outros setores da economia", destacou.

 


FASES

A apresentação dos estudos de Viabilidade Técnica e Econômica do projeto, foram feitas pelo diretor da Fundação CERTI, professor Carlos Alberto Schneider:

Estão previstas quatro fases para a implantação efetiva do Parque, que ao final, deverá contar com 1,3 mil metros quadrados de área construída, na seguinte proporção proposta:

- Sete lotes institucionais;
- 83 lotes tecnológico/empresarial 1;
- Oito lotes tecnológico/empresarial 2;
- 38 lotes industrial 1;
- Seis lotes industrial 2;
- 30 lotes comércio/serviços;


Serão 12.507 metros de vias;

 

JARDIM BOTÂNICO

O urbanista Jaime Lerner destacou o ineditismo da proposta, que se baseia em eixos como a geração de empregos, inovação, condições para o desenvolvimento e preservação ambiental. "Canoas é uma cidade estratégia pois possui eixos viários, condição para a mobilidade e um projeto que integra a proteção ao meio ambiente".

Dentre as propostas apresentadas, está a criação de um jardim botânico na área de preservação, além do Parque de empreendedorismo e a chamada alameda de inovação.

 

PARCERIAS COM UNIVERSIDADES JÁ TEVE INÍCIO

O primeiro passo já foi dado nesta quarta-feira, com a assinatura do protocolo de intenções, entre a Prefeitura e as universidades Ulbra, Uniritter, Unilasalle e IFET/Canoas, para a criação do Instituto Canoas de Inovação.

O Instituto será o primeiro prédio que ocupará o chamado Marco Zero, do início do PCI. No local,cuja previsão de estar pronto é o final de 2012, haverá escritórios de gestão das universidades sobre o projeto, além de autarquias e entidades parceiras no PCI. "Ali deverá funcionar o show room do Parque, além de alguns desenvolvimentos em incubação empresarial", disse Jerson Cunha, gerente do projeto PCI na Prefeitura de Canoas.

 

MUITOS PARQUES EM UM SÓ:

Parque tecnológico
Um espaço para empresas e industrias dos setores tecnológicos estratégicos de Canoas e região

Parque Social e Comunitário
Com espaços de inclusão social por meio de programas de qualificação profissional, projetos de tecnologia social assistida e ações de sustentabilidade

Parque do Conhecimento
Ambientes e empreendimentos com espaços para aprendizagem lúdica como museus.
Parque Natural
Área de 250 hectares de área de preservação e lazer, parque natural e botânico aberto a comunidade e orientado para o desenvolvimentos de projetos de sustentabilidade e pesquisas na área ambiental

Parque de Serviços
Focado na promoção de serviços especializados para as empresas, industrias e comunidade.

Parque Público
Focados nos equipamentos e projetos de interesse público, voltados para o cidadão.

Parque Científico
Espaço para formação e qualificação de pessoas, núcleos de universidades, laboratórios e centros de P&D.

O município de Canoas através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico oferece vantagens competitivas para as empresas que se instalarem no PCI.

- políticas de benefícios Fundopen Integrar e o Fundecan

Ainda serão oferecidas facilidades como bancos, restaurantes, auditórios, lojas de suprimentos. Serviços comuns como vigilância, limpeza, manutenção, jardinagem, secretariado e ambientes de convivência e lazer.


A área total do parque é de 500 hectares. O potencial construtivo é suficiente para a sediar diversas empresas de grande porte

O Parque Canoas de Inovação será o 3º maior parque em área total do Brasil.

O potencial de geração de empregos após a implantação será de 34 mil postos

 


Crédito da notícia: Jesiel B. Saldanha - Prefeitura de Canoas


Ir para o Topo
LiveZilla Live Help